As associações de migrantes, coletivos, organizações da sociedade civil, academia, sindicatos e os/as diferentes atores sociais que desejam participar do FSEM LISBOA 2021 poderão propor suas próprias atividades com um tema relacionado a um dos 4 eixos temáticos.

Cada atividade autogestionada estará logisticamente organizada por completo pelas suas organizações proponentes, as quais definirão metodologia própria, facilitadores/oradores, plataforma interativa, interpretação e demais configurações necessárias.

A logo do fsemlisboa2021 deverá constar nos flyers e materiais de divulgação das atividades.

As organizações proponentes são também responsáveis pela elaboração de uma síntese das discussões realizadas, conforme modelo a ser disponibilizado pela comissão organizadora. Esse documento será apresentado nas assembléias de convergências que ocorrerão entre os dias 23 e 25 de março.

Todas as atividades autogestionadas serão realizadas entre os dias 16 e 21 de março.

EIXO DA PROPOSTA DE ATIVIDADE

Migração como consequência de um modelo capitalista neoliberal: extrativismo e apropriação da terra, desestruturação de economias locais, deslocamento forçado, guerra econômica, instrumentalização de fundos públicos.

Migrações, um combate na interseccionalidade das lutas e do acesso aos direitos fundamentais e universais: lutas feministas, LGBTQI+, antirracistas, anti-islamofóbicas, ambientais, climáticas, defesa da ciência, da educação e da cultura; direito à vida e à saúde universal e gratuita.

Criminalização da migração e da solidariedade, militarização, externalização das fronteiras na Fortaleza Europa, violação dos direitos de pessoas migrantes e refugiadas na origem, trânsito e destino.

Transformação dos sistemas políticos – estratégias alternativas de governança, estratégias de organização e participação política das pessoas migrantes e refugiadas, papel das autoridades locais, das universidades e da sociedade civil, políticas públicas e participação social.

ACOMPANHE PELAS REDES SOCIAIS