Migrate with rights in times of pandemic,

“a new pact is possible to deal with inequalities of opportunities, multiple discriminations, prejudice and xenophobia”.
In 2021, the first European regional edition of the FSMM

European Social Forum on Migration

March 15-26, 2021

Lisbon - Portugal

Dias
Horas
Minutos
FSEM Lisboa - Forum Social Europeu das Migrações

Faced with the limitation of European borders, the outsourcing of the management of migratory flows, the restrictions on freedom of movement that result in serious human rights violations along migratory routes, on the roads and within Europe, the criminalization of solidarity and the need for effective public policies that promote equality and social justice for migrants and refugees:  

The social movements, collectives and civil society organizations of various European countries consider it essential to hold the first European Social Forum on Migration (ESFM)

A escolha da sede

O Relatório do Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) revela que, apenas em 2018, mais de 1.600 pessoas morreram ou desapareceram ao tentar chegar à Europa pelo mar mediterrâneo. As políticas orientadas pela Diretiva de Retorno e a Convenção de Dublin, somadas a uma série de medidas de caráter securitário, inclusive com instauração de processos e penalizações contra defensores e defensoras dos direitos de migrantes e refugiados/as, faz com que se torne cada vez mais necessária uma discussão profunda no âmbito da sociedade civil organizada acerca dos direitos fundamentais nos contextos migratórios.

COMISSÃO ORGANIZADORA

O Fórum Social Europeu das Migrações está a ser construído de forma coletiva e participativa, com uma ampla participação das pessoas migrantes e refugiadas, bem como da sociedade civil.

COMISSÃO ORGANIZADORA

O Fórum Social Europeu das Migrações está a ser construído de forma coletiva e participativa, com uma ampla participação das pessoas migrantes e refugiadas, bem como da sociedade civil.

THEMATIC AXES

ECONOMIC RIGHTS

Migration as a consequence of a neoliberal capitalist model: extractivism and land appropriation, local economies destructuring, forced displacement, economic warfare, instrumentalization of public funds.

HUMAN RIGHTS

Criminalization of migration and solidarity, militarization, border externalization of Fortress Europe, violation of migrants' and refugees' rights at origin, transit and destination.

ENVIRONMENTAL, SOCIAL AND CULTURAL RIGHTS

Migrations, a fight at the intersectionality of struggles and access to fundamental and universal rights: feminist, LGBTQI+, anti-Islamophobic, environmental, and climate struggles, defense of science, education and culture; right to life and universal and free health.

POLITICAL RIGHTS

Transformation of political systems - alternative governance strategies, strategies for the organization and political participation of migrants and refugees, role of local authorities, universities and civil society, public policies and social participation.

PROGRAM

Pre Forum

PARTICIPATE!

Follow all webinars and actions.

Forum

DON'T MISS IT!

Self-managed activities, conferences and convergence assemblies.

NEWS

By : Maria Lígia Vieira de Melo A webinar led by women That is how the third webinar of the European Social Forum on Migrations was held
Leia mais >>

Convergences dialogues: networks, cities and local actors in building alternative public policies By: Ilana Fernandes, Paulo Illes e Anaëlle Poulet   The third webinar preparing the European Social
Leia mais >>

The webinar held on January 14, started with a brief introduction by Paulo Illes about the European Social Forum and the Social Forum of the
Leia mais >>

Intersectionality in the struggles for access to fundamental and universal rights, the feminist, sexual diversity, antiracist and environmental struggles. Intersectionality serves as an analytical tool to
Leia mais >>

Contact

Contact us for more information

Or contact us by email:  contato@fsemlisboa.org

Organizers

Support & Partners

Um outro mundo
Possível

Um chamado para a construção coletiva de igualdade e Justiça Social para as pessoas migrantes e refugiadas

Em 2021, a primeira edição regional europeia do FSMM

Comitê Internacional

O Comitê Internacional (CI) é responsável pelo apoio e direcionamento na definição de temas, eixos temáticos, metodologia, prospecção internacional, mobilização de delegações internacionais, realização de mesas, seminários, conferências preparatórias, lançamentos, busca de apoio e parcerias institucionais para a viabilização do fórum. Sua composição é dinâmica e é atualmente composto por redes, associações e organizações sediadas em Portugal, Espanha, Itália, Bélgica, Países Baixos e França, cujas atividades estão diretamente relacionadas com as questões da migração e dos direitos humanos.

As organizações que atualmente compõem o Comitê Internacional são:

Comitê Local

O Comitê Local (CL), atualmente formado pelas organizações Casa do Brasil de Lisboa (CBL) e pela Rede Sem Fronteiras (RSF), desenvolve atividades de articulação, gestão e coordenação local do Fórum por meio de articulação com os grupos técnicos (GTs) e com o Comitê Internacional. Sua participação é igualmente aberta às associações de migrantes e refugiados/as, assim como organizações que atuam na temática migratória.

Comitê Internacional

O Comitê Internacional (CI) é responsável pelo apoio e direcionamento na definição de temas, eixos temáticos, metodologia, prospecção internacional, mobilização de delegações internacionais, realização de mesas, seminários, conferências preparatórias, lançamentos, busca de apoio e parcerias institucionais para a viabilização do fórum. Sua composição é dinâmica e é atualmente composto por redes, associações e organizações sediadas em Portugal, Espanha, Itália, Bélgica, Países Baixos e França, cujas atividades estão diretamente relacionadas com as questões da migração e dos direitos humanos. As organizações que atualmente compõem o Comitê Internacional são:
Webinar---Direitos-humanos-e-migracoes